Category Archives: Peru

Peru. 15 dias intensos com o pequeno em uma viagem maravilhosa!

Categoria: América do Sul Ecologia Peru Turista

Série: Viajando com crianças.

Esta matéria, além de dar dicas e mostrar os atalhos para se dar bem no Peru, traz também a nossa experiência em viajar com crianças, no caso, nosso filho de 6 anos. A proposta é quebrar o tabu que viajar para o exterior com crianças é um problema, não dá certo, eles não gostam etc. PURO MITO!

Nós viajamos com o pequeno desde que ele tinha 1 ano e meio :) Já empurramos muito carrinho na Inglaterra, Praga, Irlanda, Estados Unidos, Alemanha e até nas tortuosas ruas da Toscana! Mas isso é assunto para outras matérias.

Em muitos dos países que citamos acima, sempre alugamos carro, mas no Peru… NÃO FAÇA ISSO! Você pode se enganar em Lima achando que o trânsito é bem parecido com os das capitais do Brasil, mas indo pro interior.. Ai ai ai, o negócio é outro. Use o táxi que é muito barato em qualquer cidade, inclusive em Lima.

Ficamos por mais de 15 dias no Peru e fomos com aquela sede de querer ver tudo, o que foi bom, real e possível, mas… muito… muito cansativo! Mas fazer o quê? Tínhamos esse tempo de férias, então fizemos tudo muito cronometrado. Criamos uma planilha que tinha dia a dia o que faríamos com horários, passeios, conexões aéreas, de trem e ônibus!

E por que escolhemos o mês de junho para essa viagem? Simples, nosso objetivo era ver ao vivo a celebração do INTI RAYMI, que acontece em Cusco, a antiga cidade imperial dos Incas, uma festa que se dá alguns dias após o solstício de inverno. E valeu muito a pena!

Por onde começamos:
A viagem saiu de São Paulo com destino a Cusco. Porém, como fomos pelo programa de milhas, tivemos que dormir em Lima e seguir no dia seguinte à Cusco, o que foi bom de certa forma, pois já pudemos visitar a rua Petit Thouars com suas dezenas de mercados de artesanias de todo o Peru. E uma informação importante: tudo é mais barato ali, de cintos bordados à mão, passando pelo jogos de xadrez, flautas, bolsas, casacos, gorros, cerâmicas e indo até os ponchos de Alpaca Baby.

Chegamos bem tarde da noite e pegamos o táxi mais caro (dentro da área de desembarque). Fazer o quê, né? Era tarde da noite e estávamos com o pequeno, então não arriscamos (mas abaixo passamos todas as dicas para você se dar bem e gastar pouco). Pagamos caro: mais de 120 reais de uma corrida que custa em média 55 reais.

No aeroporto você tem quatro opções de transporte para o seu hotel (valores estimados para Miraflores na época da nossa viagem): pegar o táxi ainda dentro da área de desembarque ao lado das locadoras de veículos (R$130,00), pegar o táxi “oficial” dentro do saguão (R$ 60,00), ir até a rua e pegar um táxi qualquer (entre R$ 50,00 a R$ 60,00 – NÃO RECOMENDAMOS, mas se pegar combine a tarifa antes pois os táxis do Peru não tem taxímetro), e se puder use o aplicativo UBER (https://www.uber.com/), mais prático, seguro e preço justo. Usamos muito em Lima!

Com o pequeno dormindo levamos não mais do que meia hora para chegar no hotel em Miraflores. Mesmo de madrugada fomos super bem recebidos no Hotel Casa Andina, fizemos nosso check-in e logo seguimos para o merecido descanso.

Hospedagem Lima
Ficar em uma das unidades da cadeia Casa Andina no bairro de Miraflores (http://www.casa-andina.com/classic-miraflores-centro/) é uma ótima pedida. Além de ficar na rua onde há mais 5 grandes mercados de artesanias, fica pertinho de tudo em Miraflores. Faça tudo a pé!

Bem pertinho do hotel você encontra a Casa de Câmbio Unodivisas (Av. Jose Pardo, 140 | Tel.: 2425214/4463047), confiável e com boa taxa de câmbio. E também o Shopping Saga Falabella que tem um quiosque muito importante: o da Claro. Se puder faça isso assim que chegar: compre um chip para seu celular, assim além de evitar os “apenas R$ 29,00″ por dia que a operadora brasileira cobra, além de todos os extras, um chip peruano te permite ligar localmente, acessar o seu Whatsapp, fazer ligações, além de bater papo. Fora que chamar um táxi (UBER ou Easy Taxi) é bem mais fácil. Nós compramos um pacote de 1,5G de internet+voz, ideal para quem vai ficar por mais de 10 dias no Peru e é heavy user, por apenas R$ 69,00! Ou seja, o que vc pagaria para falar e navegar (bem lentamente) por 3 dias, comprando o chip você fica conectado a viagem toda, podendo se divertir buscando informações sobre passeios, fazendo check-ins, postando opiniões sobre restaurantes e continuar com sua vida online :)

Ainda no Shopping: este é um bom lugar para comprar roupas de marca, sobretudo para crianças. Mas tem que ir atrás das promoções.

Ainda muito pertinho do hotel, uma boa pedida para quem estiver com crianças é passear pelo Parque Central de Miraflores (Wi-fi grátis na rua), também chamado de “o parque dos gatos”, um pequeno parque com dezenas de gatos que moram ali e estão superacostumados com os turistas… Os pequenos adoram! Aproveite para visitar a Igreja da Virgem Milagrosa; se pintar um fome, você encontra inúmeros restaurantes fast food como McDonalds, Popeyes, entre outros.

Veja algumas dicas:
Av. Larco 467 (das 11h00 às 23h00), hamburguerias e a “Rua das pizzas” (funciona melhor à noite), um lugar bem bacana com várias opções da “redonda”.  Claro que não é uma amostra do melhor da gastronomia Limeña. Se você está em busca de bons restaurantes um pouco mais caros, seguem algumas indicações, todos em Miraflores:

Café da manhã: Pan de la Chola
Pescados e mariscos: La Mar
Comida Peruana: Panchita
Comida da selva peruana: Amaz

Do Parque Central, se tiver pouco tempo ou não quiser andar umas 12 quadras, pegue um táxi e vá até o Shopping Larcomar, um lugar muito legal com uma vista incrível do mar e supercharmoso com cafés, lojas… Passe várias horas ali. Um táxi de rua até ali custa 5 soles. Mas se na volta quiser pegar um táxi mais confortável (amarelo), prepare uns 15 a 20 soles (negocie).

Passeios e Tours
Pesquisamos muito e encontramos uma empresa que tomou conta de tudo, com muito cuidado e atenção constante, é a Fabulous Peru Tours. O Fredy, que é o proprietário, faz de tudo para você se sentir em casa. Nós nunca fomos muito de ter uma agência local em viagens e preferíamos fazer tudo nós mesmos, mas depois de ter a assessoria do Fred, isso mudou. Você verá que comprar por si mesmo ou comprar com ele dá praticamente no mesmo custo, porém você terá alguém local disponível o tempo todo para te ajudar no Whatsapp :) Pudemos notar a importância dele em todos os momentos da cidade, da compra dos tickets de ônibus (entre Lima – Ica, Ica – Nazca e Nazca – Lima) onde ele sempre esteve preocupado em selecionar os melhores assentos, com janelas panorâmicas e mais espaço para a pernas. Ele é daqueles que senta e repassa o itinerário com você, detalhe por detalhe, liga para ver se está tudo certo, se você embarcou no Tour e principalmente durante a celebração do Inti Raymi, onde ele não só conseguiu ingressos para os melhores lugares, como também deu toda a assessoria durante o evento, que literalmente LOTA a cidade.

Contatos:  +51 974795761 +51 948141744 - info@fabulousperutours.com e por Skype :) adicione: fredymedina10

Rumo à Cusco!
Pegamos o Voo para Cusco e em menos de uma hora e vinte já estávamos a mais de 3.400 metros. O Aeroporto é bem pequeno e a saída das malas foi rápida, porém tivemos um problema com a nossa que teve parte do zíper quebrado (justamente onde fica o cadeado) :(  mas logo uma pessoa da Lan veio nos ajudar e se prontificou a ressarcir o prejuízo. Resolvido o impasse, encontramos no saguão do Aeroporto um representante da Cadeia de Hotéis Casa Andina que já colocou nossas malas no carro e nos levou para nosso segundo hotel da rede, agora ao Hotel Casa Andina Koricancha que fica entre a praça de armas e o famoso Qoricancha.

Cusco é uma cidade para curtir, andar pelas ruas, sentir os aromas, as cores e a gente, sempre muito simpática. Entrar pelas vielas gera surpresas incríveis, como lojinhas, mercadinhos e lojas, muitas lojinhas.

Em um dos dias ou meio dia que você não tiver um passeio agendado (agende, vale a pena) aproveite para andar pela cidade, acorde um pouco mais cedo para ir ao Mercado de San Pedro, aonde irá encontrar um pouquinho de tudo. Sementes, frutas, legumes, artesanatos e os moradores locais. As mulheres carregam seus pequenos bebês nas costas, enrolados em um pano.

Aproveite, coma algo leve e faça um city tour pela cidade de Cusco, que sai a partir das 13h dos hotéis, aproximadamente, e vai te levar para conhecer alguns dos principais pontos turísticos de Cusco.

Veja o trajeto:

13h – Translado do hotel. Pela tarde, tour na cidade do Cusco,visitando a Praça Maior, a Catedral e o Templo do Sol ou Koricancha. Pela tarde o tour segue para da cidade com visita aos complexos incas de Qenqo, Tambomachay, e da impressionante fortaleza de Sacsayhuaman, que foi erguida estrategicamente em uma colina dominando toda a Cusco. Famosa pelas enormes pedras talhadas encaixadas com uma precisão incrível, formam as paredes externas do complexo. Algumas das pedras têm mais de 9 metros de altura e chegam a pesar até 350 toneladas. Depois de uma vista panorâmica de Puca Pucara (vísivel de dentro do ônibus), retornamos a Cusco aproximadamente às 18h30 com translado ao seu hotel.

Atrações em Cusco:

Qoricancha
Em quéchua – língua nativa – significa lugar cercado de ouro. É um museu/complexo muito interessante de se visitar, pois apesar dos espanhóis terem construído sobre as ruínas de um importante marco Inka um Convento (Santo Domingo), hoje podemos visitar todo o complexo do museu e conhecer vários dos templos remanescente com suas construções originais e pedras perfeitamente entalhadas e encaixadas dos antigos templos inkas. Infelizmente dentro do City Tour a visita é muito rápida frente a tudo o que se tem pra ver ali, mas vale a visita!
Horário: de segunda a sábado das 08h0 às 17h30 – Domingo das 14h00 às 17h00. Custo: 6,00 soles

 

Catedral
Essa é uma visita imperdível e apesar dela estar incluída no City Tour, se você tiver um tempinho, volte e veja melhor detalhes importantes que ficam pra trás… mas visitar com guia é uma boa experiência. Ela fica na praça de armas e é um importante cartão postal da cidade, foi construída sobre o palácio do Inka Wiracocha.

O interior é riquíssimo, toda confeccionada em cedro e recoberto com finíssimas folhas de ouro em grande parte. Mutas obras de artistas locais e grandes objetos em prata estão por toda parte, se tornando um grande museu. Mesmo as crianças ficam encantadas com tanta coisa para ver.
Horário: Segunda à sexta das 10h às 18h.

Sacsayhuaman
È um lugar importante para visitar. Dá pra ir a pé, mas levando em consideração a altitude, a subidona e uma criança… Fomos com o Tour, mas poderíamos ir de táxi. É um lugar perfeito pra os pequenos extravasarem suas energias (risos).. É um gramadão cercado por ruínas e muros da época dos Inkas. A cidade de Cuzco tem a forma de um puma e este sítio representa a cabeça. Hoje só resta 20% da sua configuração inicial, mas o que resta é incrível. Aproveite para ver e sentir o encaixe perfeito das imensas pedras e a calma que hoje paira por ali. Você consegue facilmente ficar uma hora contemplando, andando e sentindo a energia do local. Mas se estiver em um City Tour, isso levará 30 a 40 minutos, porém com explicações muito interessantes que você não teria por conta própria. Os Guias são muito atenciosos e adoram perguntas. Aproveite. Fomos no dia anterior à celebração do Inti Raymi por isso haviam as arquibancadas sendo contruídas.
Horários: Segunda a domingo das 07h00 às 18h00.
Preço: entrada livre no pacote turístico.

Outros tours muito populares em Cusco:
CUSCO – Moray – Salineras de Maras – Passeios em grupo de 20  a 25 pessoas. Sai às 8h30 com translado do hotel. Visitamos o impressionante complexo de Maras, a mina de sal que é explodida desde a época pré-incaica, depois visitamos o complexo arqueológico de Moray, plataformas com anéis concêntricos, a disposição de suas plataformas produz um gradiente de microclimas que os incas utilizaram para experimentos agrícolas. Retornamos a Cusco às 14h aprox. e translado a seu hotel.

CUSCO – VALE SUL: Tipon, Piquillacta, Andahuaylillas – Passeios em grupo de 20 a 25 pessoas. Sai às 8h30 com translado do hotel. Visitamos Tipón que é um dos exemplos mais elaborados de terraços agrícolas e acueductos de irrigación criado pelos Incas, depois fomos a Piquillacta que é o único lugar pré-inca no área de Cusco. Finalmente dirigimos-nos à famosa Capilla de Andahuaylillas, uma igreja onde podemos ver altares dourados, pinturas e muitos tetos de cores. Retornamos a Cusco às 14h aprox. e translado a seu hotel.

Onde Jantar?
Bom, se o seu orçamento está apertado, sugerimos uma pizzaria, como a Nonna Tratoria na Calle San Agustín (a mesma do Hotel Casa andina Koricancha), tem também nessa mesma rua o DEVA que é um restaurante típico (peça o ceviche e a sopinha de quinua de entrada), mas aqui você gasta um pouco mais. Já abaixo listamos opções mais caras, mas realmente maravilhosas:

Chicha - Plaza Regocijo 261, 2º andar e Incanto – Calle Santa Catalina Angosta, 135 (perto da praça de Armas) e se você for mais chegado(a) a um bom sandwich, vale visitar o Sepia na Calle Zepas, 390 com um ótimo hamburguer vegetariano!

Vale Sagrado
Se você está com crianças, como era o nosso caso, vá dormir cedo na noite anterior. Esse vai ser um dia cheio. Comece o dia bem cedo. Uma ótima pedida é fazer o tour do Valle Sagrado que tomo o dia todo com paradas para almoço e as invariáveis comprinhas, obrigatórias em qualquer passeio!

O Passeio ao Valle Sagrado tem no trajeto paisagens de tirar o fôlego e geralmente paradas estratégicas para fotos. Uma das primeiras paradas é logo quando você entra no Valle Sagrado e consegue ver uma extensão incrível do vale… Uma paisagem que merece boas fotos.

Seguindo pela estrada, sinuosa mas bem pavimentada, a primeira visita é à Pisac, mas antes de ir ao sítio arqueológico, há uma paradinha com pretexto de ir ao banheiro, na feirinha de Pisac. Provavelmente o Guia vai te levar para os banheiros que ficam bemmmmm no fundo de uma imensa loja de prata e ao lado do banheiro um campesino ensina como fazer uma joia, as pedras usadas etc. Tudo isso visando que você deixe uns bons soles por lá. Mas como dissemos nas DICAS, se puder, compre as joias em Lima, a não ser que seu coração diga o contrário :)

Você terá mais alguns minutos para percorrer o mercado, que é bem grande e já voltar correndo ao ônibus.

De volta ao ônibus, por mais uns 20 minutos e você já estará no sítio arqueológico de PISAC. É um lugar incrível e não se engane: qualquer tempo que tiver por lá deve ser bem aproveitado. Absorva tudo o que o guia disser, pois a beleza do lugar por si só já parece bastar, mas quando você começa entender porque os incas construíram aquelas terraças na montanha, o porquê da arquitetura ter o adobe nas construções e tudo o mais, sua visão sobre toda aquele cenário incrível fica muito mais imersivo.

Mas, qual o porquê das terraças em PISAC?
Bem, as terraças tiveram várias aplicações objetivas e práticas para os Incas, desde a contenção das erosões das encostas até o melhoramento genético de sementes. Inclusive esse último aspecto era o mais importante, pois em cada terraça os INCAS podiam testar diferentes sementes com diferentes níveis de irrigação, tipos de terra e adubos naturais e dessa forma conseguiam produzir sementes melhoradas que eram distribuídas entre os vários povoados, tornando esse beneficiamento além de inteligente, uma forma de parametrizar o quanto cada região produziria das sementes advindas dali e assim regular as colheitas e armazenamento de grãos.

Depois de mais ou menos 40 minutos, o guia reúne todos na entrada (onde você estará cercado de vendedores de TUDO – de milho cozido com queijo à pulseirinhas) e parte para o próximo destino: o almoço. No seu pacote haverá um voucher para a comida (não as bebidas) que é servida em um buffet e geralmente em lugares bem estruturados. Aproveite e coma, mas com sabedoria, pois gorduras em demasia deixam a digestão muito lenta e lhe dificultará caminhar.


Ollaytambo
Um lugar igualmente incrível. Após o caos da entrada dos micro-ônibus, você chegará a um complexo muito bonito e que vai requerer um bom par de pulmões e boas pernas.

Tome um gole d’água e segure na mão do seu pequeno, vá devagarzinho e suba os muitos degraus, o que você vai encontrar lá em cima vale a pena. Além de uma vista onde você pode vislumbrar as inúmeras terraças, você vai encontrar o Templo do Sol com imensos monolitos, cujas pedras se encaixam com uma precisão incrível e só podem ser encontradas à quilômetros dali. Ollaytambo fica a 60 quilômetros de Cuzco em linha reta, e a 75 pela estrada.

 

Chinchero
Um lugar bom para fazer compras e assistir a uma “aula”  de como se faz uma malha, poncho ou outro adereço de alpaca. Com demonstração de tingimentos também. Como em todo lugar no passeio do Valle Sagrado, em Chinchero você vai ter que subir muitas escadas, o que nem sempre os pequenos gostam, mas se você fizer algumas paradinhas, dá para subir em 2 tempos.

Basicamente é um vilarejo que sobrevive do turismo.

Na época dos incas era um dos acessos diretos para a Machu Picchu. Ao chegar no topo da subida você vai encontrar uma praça bem grande com uma igrejinha e a vista do sítio arqueológico. Como chegamos muito tarde, já era noite e estava muiiiiito frio. Após a subida pudemos ver vagamente o sítio arqueológico. Como o grupo todo optou por ficar mais um tempinho em Ollaytambo, todos sabíamos que chegaríamos ao cair da tarde.

 

Voltamos à Cuzco para o merecido descanso.

Celebração INTY RAYMI
Chegou o grande dia que foi o motivo e decisão do calendário da nossa viagem. Novamente o Fred da Fabulous Peru Tours, fez uma apresentação show de bola, com uma equipe muito atenciosa, nos conduzindo todo o dia e ainda conseguiu ingressos nos melhores lugares para o espetáculo :)

O Dia se divide em duas partes. O espetáculo tem vez em 2 lugares diferentes: nas ruas de Cuzco, mais especificamente nos jardins de Qoricancha, seguindo para a Plaza de Armas e no período da tarde a mesma encenação se dá em Sacsayhuaman, só que de forma reservada e com um custo considerável: entre USD 100 e USD 140 por pessoa. Você pode tentar comprar pelo site deles (tentei inúmeras vezes e liguei 3 vezes para o Perú, mas sem sucesso http://www.emufec.gob.pe/es/inti-raymi/compre-sus-entradas), mas acabei (felizmente) comprando com a Fabulous Tours, o que custou a mesma coisa e com um lugar incrível. Se você estiver sem dinheiro e apesar de ter visto na Plaza de Armas ainda quiser ver em Sacsayhuaman sem pagar, pode subir todo o morro (supercaminhada) e se encarapitar sobre as pedras. Muita gente faz isso e não é proibido, mas muitoooo apertado. Mas se você tiver a oportunidade de comprar as entradas para a apresentação, pode não ficar se espremendo e tentando ver na cidade, pois é muito difícil ver alguma coisa com clareza. É muita gente se acotovelando e você tem q chegar bem cedo e já se colocar à frente das grades de Qoricancha.

De Cuzco rumo à grande estrela da viagem: Machu Picchu
Machu Picchu – cidade de Águas Calientes

Para esta parte do passeio é necessário levar dentro da sua mala uma malinha menor ou mochila apenas para os dias em Machu Picchu, pois para ingressar no trem você pode levar apenas uma mala de até 6kg e também uma bolsa ou mochila menor de costas.

Você pode comprar tudo com a operadora, transporte, passeio com guia, hotel e os ingressos para o parque, ou pode pegar um táxi de Cusco para a cidade. E de lá pegar o trem na estação. Aproveite se possível e viaje pela manhã, pois a vista é maravilhosa e poderá fazer fotos incríveis. Pegue o trem na estação com meia hora de antecedência. Na chegada, normalmente os hotéis vão buscá-lo na estação, mas se não forem não há problema pois tudo é muito pertinho.

Para ir ao parque, reserve um ônibus, comprando os tickets para o horário que deseja ir, pois sem comprar um dia antes não consegue embarcar. Compre ida e volta. Custa 12 dólares por pessoa. A ida apenas é marcada; para volta há uma fila e você pode voltar no horário que quiser. Na parte de fora da entrada há uma lanchonete e restaurante para que possa fazer suas refeições. Dentro do parque não é permitido comer, mas pode levar uma barrinha de cereal que é bem-vinda.

Machu Picchu é uma das maravilhas do mundo e se encontra bem cuidado.

Aproveite e conecte-se com esse local que possui muita história e ensinamentos e não deixe de contratar o guia, pois senão você não irá entender o que significa cada pedaço dessa história. A visita guiada dura duas horas e depois você fica sozinho para que possa aproveitar um pouco mais e tirar fotos.

Na cidade, apenas compras de artesanatos locais e um mariposário.

Você pode ficar apenas um dia, fazendo bate-volta de Cusco para Águas Calientes ou ficar uma noite para descansar e pegar o trem no dia seguinte. Para Machu Picchu, se você não for se aprofundar ou estudar a fundo o complexo, um dia é suficiente.

Onde ficar em Machu Picchu?
Sem dúvida nenhuma o melhor lugar é o Sumaq (www.machupicchuhotels-sumaq.com/portugues) o hotel Nº1 em Machu Picchu, com excelente qualidade tanto na hospedagem com quartos excelentes e uma gastronomia superior. Depois de um dia de caminhada na cidade sagrada, nada melhor do que chegar no Sumaq e ser recepcionado por uma equipe incrível. E se você tiver em uma tarde no hotel, aproveite e agende uma aula personalizada grátis de ceviche com o chef, que vai lhe tornar um expert em ceviche peruano :)

De um ritual à Pacha Mamma a solicitar um ônibus para subir à Machu Picchu, o staff do Sumaq cuida de tudo para você.

 

Powered by WordPress | Designed by: seo service | Thanks to seo company, web designers and internet marketing company