Category Archives: Ecologia

Profissionais recebem certificados de qualificação para atuarem na Olimpíada

Categoria: Ecologia

Os cem primeiros profissionais qualificados para atendimento de turistas durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 receberam na noite desta terça-feira (26), no Rio de Janeiro, os certificados de conclusão do curso. O Secretário Nacional Interino de Qualificação e Promoção do Turismo, Hercy Rodrigues Filho, participou da cerimônia. Cerca de 8,2 mil quiosqueiros, ambulantes,trabalhadores do setor de hospedagem e demais profissionais que atuam no setor estão inscritos na plataforma gratuita de qualificação online Canal Braços Abertos.

Conheça o novo ClubHotel Riu Papayas que reabre na Playa del Inglés em Gran Canaria

Categoria: Ecologia Turista

RIU Hotels & Resorts reabre um dos seus hotéis mais emblemáticos na Playa del Inglés, na Gran Canaria, o Riu Papayas. O Grupo fez uma junção  e agora o Riu Papayas e o Riu Flamingo são um único resort.  O ClubHotel Riu Papayas, que oferecerá o conhecido serviço Tudo Incluído 24 Horas da RIU. O investimento total no projeto de remodelação foi de 15 milhões de euros.

“Carnaval tá aí”: que tal trocar a folia em camarotes, clubes e blocos de rua por uma vivência espiritual com o povo Yawanawa, na Amazônia?

Categoria: Ecologia Turista


Operadora Turismo Consciente, especializada em viagens e experiências na Amazônia, aproveita o feriado do Carnaval 2016 e lança um roteiro todo especial e diferente: sete dias destinados a uma autêntica vivência nas aldeias indígenas às margens do Rio Gregório, no Acre.

Ideia é possibilitar que visitantes passem uns dias na floresta, conheçam a cultura do povo Yawanawa, vivenciem o cotidiano de algumas tribos, cuidem da saúde do corpo, mente e espírito, e, de quebra, voltem para casa sem a ressaca e o cansaço típicos das Festas de Momo.

Peru. 15 dias intensos com o pequeno em uma viagem maravilhosa!

Categoria: América do Sul Ecologia Peru Turista

Série: Viajando com crianças.

Esta matéria, além de dar dicas e mostrar os atalhos para se dar bem no Peru, traz também a nossa experiência em viajar com crianças, no caso, nosso filho de 6 anos. A proposta é quebrar o tabu que viajar para o exterior com crianças é um problema, não dá certo, eles não gostam etc. PURO MITO!

Nós viajamos com o pequeno desde que ele tinha 1 ano e meio :) Já empurramos muito carrinho na Inglaterra, Praga, Irlanda, Estados Unidos, Alemanha e até nas tortuosas ruas da Toscana! Mas isso é assunto para outras matérias.

Em muitos dos países que citamos acima, sempre alugamos carro, mas no Peru… NÃO FAÇA ISSO! Você pode se enganar em Lima achando que o trânsito é bem parecido com os das capitais do Brasil, mas indo pro interior.. Ai ai ai, o negócio é outro. Use o táxi que é muito barato em qualquer cidade, inclusive em Lima.

Ficamos por mais de 15 dias no Peru e fomos com aquela sede de querer ver tudo, o que foi bom, real e possível, mas… muito… muito cansativo! Mas fazer o quê? Tínhamos esse tempo de férias, então fizemos tudo muito cronometrado. Criamos uma planilha que tinha dia a dia o que faríamos com horários, passeios, conexões aéreas, de trem e ônibus!

E por que escolhemos o mês de junho para essa viagem? Simples, nosso objetivo era ver ao vivo a celebração do INTI RAYMI, que acontece em Cusco, a antiga cidade imperial dos Incas, uma festa que se dá alguns dias após o solstício de inverno. E valeu muito a pena!

Por onde começamos:
A viagem saiu de São Paulo com destino a Cusco. Porém, como fomos pelo programa de milhas, tivemos que dormir em Lima e seguir no dia seguinte à Cusco, o que foi bom de certa forma, pois já pudemos visitar a rua Petit Thouars com suas dezenas de mercados de artesanias de todo o Peru. E uma informação importante: tudo é mais barato ali, de cintos bordados à mão, passando pelo jogos de xadrez, flautas, bolsas, casacos, gorros, cerâmicas e indo até os ponchos de Alpaca Baby.

Chegamos bem tarde da noite e pegamos o táxi mais caro (dentro da área de desembarque). Fazer o quê, né? Era tarde da noite e estávamos com o pequeno, então não arriscamos (mas abaixo passamos todas as dicas para você se dar bem e gastar pouco). Pagamos caro: mais de 120 reais de uma corrida que custa em média 55 reais.

No aeroporto você tem quatro opções de transporte para o seu hotel (valores estimados para Miraflores na época da nossa viagem): pegar o táxi ainda dentro da área de desembarque ao lado das locadoras de veículos (R$130,00), pegar o táxi “oficial” dentro do saguão (R$ 60,00), ir até a rua e pegar um táxi qualquer (entre R$ 50,00 a R$ 60,00 – NÃO RECOMENDAMOS, mas se pegar combine a tarifa antes pois os táxis do Peru não tem taxímetro), e se puder use o aplicativo UBER (https://www.uber.com/), mais prático, seguro e preço justo. Usamos muito em Lima!

Com o pequeno dormindo levamos não mais do que meia hora para chegar no hotel em Miraflores. Mesmo de madrugada fomos super bem recebidos no Hotel Casa Andina, fizemos nosso check-in e logo seguimos para o merecido descanso.

Hospedagem Lima
Ficar em uma das unidades da cadeia Casa Andina no bairro de Miraflores (http://www.casa-andina.com/classic-miraflores-centro/) é uma ótima pedida. Além de ficar na rua onde há mais 5 grandes mercados de artesanias, fica pertinho de tudo em Miraflores. Faça tudo a pé!

Bem pertinho do hotel você encontra a Casa de Câmbio Unodivisas (Av. Jose Pardo, 140 | Tel.: 2425214/4463047), confiável e com boa taxa de câmbio. E também o Shopping Saga Falabella que tem um quiosque muito importante: o da Claro. Se puder faça isso assim que chegar: compre um chip para seu celular, assim além de evitar os “apenas R$ 29,00″ por dia que a operadora brasileira cobra, além de todos os extras, um chip peruano te permite ligar localmente, acessar o seu Whatsapp, fazer ligações, além de bater papo. Fora que chamar um táxi (UBER ou Easy Taxi) é bem mais fácil. Nós compramos um pacote de 1,5G de internet+voz, ideal para quem vai ficar por mais de 10 dias no Peru e é heavy user, por apenas R$ 69,00! Ou seja, o que vc pagaria para falar e navegar (bem lentamente) por 3 dias, comprando o chip você fica conectado a viagem toda, podendo se divertir buscando informações sobre passeios, fazendo check-ins, postando opiniões sobre restaurantes e continuar com sua vida online :)

Ainda no Shopping: este é um bom lugar para comprar roupas de marca, sobretudo para crianças. Mas tem que ir atrás das promoções.

Ainda muito pertinho do hotel, uma boa pedida para quem estiver com crianças é passear pelo Parque Central de Miraflores (Wi-fi grátis na rua), também chamado de “o parque dos gatos”, um pequeno parque com dezenas de gatos que moram ali e estão superacostumados com os turistas… Os pequenos adoram! Aproveite para visitar a Igreja da Virgem Milagrosa; se pintar um fome, você encontra inúmeros restaurantes fast food como McDonalds, Popeyes, entre outros.

Veja algumas dicas:
Av. Larco 467 (das 11h00 às 23h00), hamburguerias e a “Rua das pizzas” (funciona melhor à noite), um lugar bem bacana com várias opções da “redonda”.  Claro que não é uma amostra do melhor da gastronomia Limeña. Se você está em busca de bons restaurantes um pouco mais caros, seguem algumas indicações, todos em Miraflores:

Café da manhã: Pan de la Chola
Pescados e mariscos: La Mar
Comida Peruana: Panchita
Comida da selva peruana: Amaz

Do Parque Central, se tiver pouco tempo ou não quiser andar umas 12 quadras, pegue um táxi e vá até o Shopping Larcomar, um lugar muito legal com uma vista incrível do mar e supercharmoso com cafés, lojas… Passe várias horas ali. Um táxi de rua até ali custa 5 soles. Mas se na volta quiser pegar um táxi mais confortável (amarelo), prepare uns 15 a 20 soles (negocie).

Passeios e Tours
Pesquisamos muito e encontramos uma empresa que tomou conta de tudo, com muito cuidado e atenção constante, é a Fabulous Peru Tours. O Fredy, que é o proprietário, faz de tudo para você se sentir em casa. Nós nunca fomos muito de ter uma agência local em viagens e preferíamos fazer tudo nós mesmos, mas depois de ter a assessoria do Fred, isso mudou. Você verá que comprar por si mesmo ou comprar com ele dá praticamente no mesmo custo, porém você terá alguém local disponível o tempo todo para te ajudar no Whatsapp :) Pudemos notar a importância dele em todos os momentos da cidade, da compra dos tickets de ônibus (entre Lima – Ica, Ica – Nazca e Nazca – Lima) onde ele sempre esteve preocupado em selecionar os melhores assentos, com janelas panorâmicas e mais espaço para a pernas. Ele é daqueles que senta e repassa o itinerário com você, detalhe por detalhe, liga para ver se está tudo certo, se você embarcou no Tour e principalmente durante a celebração do Inti Raymi, onde ele não só conseguiu ingressos para os melhores lugares, como também deu toda a assessoria durante o evento, que literalmente LOTA a cidade.

Contatos:  +51 974795761 +51 948141744 - info@fabulousperutours.com e por Skype :) adicione: fredymedina10

Rumo à Cusco!
Pegamos o Voo para Cusco e em menos de uma hora e vinte já estávamos a mais de 3.400 metros. O Aeroporto é bem pequeno e a saída das malas foi rápida, porém tivemos um problema com a nossa que teve parte do zíper quebrado (justamente onde fica o cadeado) :(  mas logo uma pessoa da Lan veio nos ajudar e se prontificou a ressarcir o prejuízo. Resolvido o impasse, encontramos no saguão do Aeroporto um representante da Cadeia de Hotéis Casa Andina que já colocou nossas malas no carro e nos levou para nosso segundo hotel da rede, agora ao Hotel Casa Andina Koricancha que fica entre a praça de armas e o famoso Qoricancha.

Cusco é uma cidade para curtir, andar pelas ruas, sentir os aromas, as cores e a gente, sempre muito simpática. Entrar pelas vielas gera surpresas incríveis, como lojinhas, mercadinhos e lojas, muitas lojinhas.

Em um dos dias ou meio dia que você não tiver um passeio agendado (agende, vale a pena) aproveite para andar pela cidade, acorde um pouco mais cedo para ir ao Mercado de San Pedro, aonde irá encontrar um pouquinho de tudo. Sementes, frutas, legumes, artesanatos e os moradores locais. As mulheres carregam seus pequenos bebês nas costas, enrolados em um pano.

Aproveite, coma algo leve e faça um city tour pela cidade de Cusco, que sai a partir das 13h dos hotéis, aproximadamente, e vai te levar para conhecer alguns dos principais pontos turísticos de Cusco.

Veja o trajeto:

13h – Translado do hotel. Pela tarde, tour na cidade do Cusco,visitando a Praça Maior, a Catedral e o Templo do Sol ou Koricancha. Pela tarde o tour segue para da cidade com visita aos complexos incas de Qenqo, Tambomachay, e da impressionante fortaleza de Sacsayhuaman, que foi erguida estrategicamente em uma colina dominando toda a Cusco. Famosa pelas enormes pedras talhadas encaixadas com uma precisão incrível, formam as paredes externas do complexo. Algumas das pedras têm mais de 9 metros de altura e chegam a pesar até 350 toneladas. Depois de uma vista panorâmica de Puca Pucara (vísivel de dentro do ônibus), retornamos a Cusco aproximadamente às 18h30 com translado ao seu hotel.

Atrações em Cusco:

Qoricancha
Em quéchua – língua nativa – significa lugar cercado de ouro. É um museu/complexo muito interessante de se visitar, pois apesar dos espanhóis terem construído sobre as ruínas de um importante marco Inka um Convento (Santo Domingo), hoje podemos visitar todo o complexo do museu e conhecer vários dos templos remanescente com suas construções originais e pedras perfeitamente entalhadas e encaixadas dos antigos templos inkas. Infelizmente dentro do City Tour a visita é muito rápida frente a tudo o que se tem pra ver ali, mas vale a visita!
Horário: de segunda a sábado das 08h0 às 17h30 – Domingo das 14h00 às 17h00. Custo: 6,00 soles

 

Catedral
Essa é uma visita imperdível e apesar dela estar incluída no City Tour, se você tiver um tempinho, volte e veja melhor detalhes importantes que ficam pra trás… mas visitar com guia é uma boa experiência. Ela fica na praça de armas e é um importante cartão postal da cidade, foi construída sobre o palácio do Inka Wiracocha.

O interior é riquíssimo, toda confeccionada em cedro e recoberto com finíssimas folhas de ouro em grande parte. Mutas obras de artistas locais e grandes objetos em prata estão por toda parte, se tornando um grande museu. Mesmo as crianças ficam encantadas com tanta coisa para ver.
Horário: Segunda à sexta das 10h às 18h.

Sacsayhuaman
È um lugar importante para visitar. Dá pra ir a pé, mas levando em consideração a altitude, a subidona e uma criança… Fomos com o Tour, mas poderíamos ir de táxi. É um lugar perfeito pra os pequenos extravasarem suas energias (risos).. É um gramadão cercado por ruínas e muros da época dos Inkas. A cidade de Cuzco tem a forma de um puma e este sítio representa a cabeça. Hoje só resta 20% da sua configuração inicial, mas o que resta é incrível. Aproveite para ver e sentir o encaixe perfeito das imensas pedras e a calma que hoje paira por ali. Você consegue facilmente ficar uma hora contemplando, andando e sentindo a energia do local. Mas se estiver em um City Tour, isso levará 30 a 40 minutos, porém com explicações muito interessantes que você não teria por conta própria. Os Guias são muito atenciosos e adoram perguntas. Aproveite. Fomos no dia anterior à celebração do Inti Raymi por isso haviam as arquibancadas sendo contruídas.
Horários: Segunda a domingo das 07h00 às 18h00.
Preço: entrada livre no pacote turístico.

Outros tours muito populares em Cusco:
CUSCO – Moray – Salineras de Maras – Passeios em grupo de 20  a 25 pessoas. Sai às 8h30 com translado do hotel. Visitamos o impressionante complexo de Maras, a mina de sal que é explodida desde a época pré-incaica, depois visitamos o complexo arqueológico de Moray, plataformas com anéis concêntricos, a disposição de suas plataformas produz um gradiente de microclimas que os incas utilizaram para experimentos agrícolas. Retornamos a Cusco às 14h aprox. e translado a seu hotel.

CUSCO – VALE SUL: Tipon, Piquillacta, Andahuaylillas – Passeios em grupo de 20 a 25 pessoas. Sai às 8h30 com translado do hotel. Visitamos Tipón que é um dos exemplos mais elaborados de terraços agrícolas e acueductos de irrigación criado pelos Incas, depois fomos a Piquillacta que é o único lugar pré-inca no área de Cusco. Finalmente dirigimos-nos à famosa Capilla de Andahuaylillas, uma igreja onde podemos ver altares dourados, pinturas e muitos tetos de cores. Retornamos a Cusco às 14h aprox. e translado a seu hotel.

Onde Jantar?
Bom, se o seu orçamento está apertado, sugerimos uma pizzaria, como a Nonna Tratoria na Calle San Agustín (a mesma do Hotel Casa andina Koricancha), tem também nessa mesma rua o DEVA que é um restaurante típico (peça o ceviche e a sopinha de quinua de entrada), mas aqui você gasta um pouco mais. Já abaixo listamos opções mais caras, mas realmente maravilhosas:

Chicha - Plaza Regocijo 261, 2º andar e Incanto – Calle Santa Catalina Angosta, 135 (perto da praça de Armas) e se você for mais chegado(a) a um bom sandwich, vale visitar o Sepia na Calle Zepas, 390 com um ótimo hamburguer vegetariano!

Vale Sagrado
Se você está com crianças, como era o nosso caso, vá dormir cedo na noite anterior. Esse vai ser um dia cheio. Comece o dia bem cedo. Uma ótima pedida é fazer o tour do Valle Sagrado que tomo o dia todo com paradas para almoço e as invariáveis comprinhas, obrigatórias em qualquer passeio!

O Passeio ao Valle Sagrado tem no trajeto paisagens de tirar o fôlego e geralmente paradas estratégicas para fotos. Uma das primeiras paradas é logo quando você entra no Valle Sagrado e consegue ver uma extensão incrível do vale… Uma paisagem que merece boas fotos.

Seguindo pela estrada, sinuosa mas bem pavimentada, a primeira visita é à Pisac, mas antes de ir ao sítio arqueológico, há uma paradinha com pretexto de ir ao banheiro, na feirinha de Pisac. Provavelmente o Guia vai te levar para os banheiros que ficam bemmmmm no fundo de uma imensa loja de prata e ao lado do banheiro um campesino ensina como fazer uma joia, as pedras usadas etc. Tudo isso visando que você deixe uns bons soles por lá. Mas como dissemos nas DICAS, se puder, compre as joias em Lima, a não ser que seu coração diga o contrário :)

Você terá mais alguns minutos para percorrer o mercado, que é bem grande e já voltar correndo ao ônibus.

De volta ao ônibus, por mais uns 20 minutos e você já estará no sítio arqueológico de PISAC. É um lugar incrível e não se engane: qualquer tempo que tiver por lá deve ser bem aproveitado. Absorva tudo o que o guia disser, pois a beleza do lugar por si só já parece bastar, mas quando você começa entender porque os incas construíram aquelas terraças na montanha, o porquê da arquitetura ter o adobe nas construções e tudo o mais, sua visão sobre toda aquele cenário incrível fica muito mais imersivo.

Mas, qual o porquê das terraças em PISAC?
Bem, as terraças tiveram várias aplicações objetivas e práticas para os Incas, desde a contenção das erosões das encostas até o melhoramento genético de sementes. Inclusive esse último aspecto era o mais importante, pois em cada terraça os INCAS podiam testar diferentes sementes com diferentes níveis de irrigação, tipos de terra e adubos naturais e dessa forma conseguiam produzir sementes melhoradas que eram distribuídas entre os vários povoados, tornando esse beneficiamento além de inteligente, uma forma de parametrizar o quanto cada região produziria das sementes advindas dali e assim regular as colheitas e armazenamento de grãos.

Depois de mais ou menos 40 minutos, o guia reúne todos na entrada (onde você estará cercado de vendedores de TUDO – de milho cozido com queijo à pulseirinhas) e parte para o próximo destino: o almoço. No seu pacote haverá um voucher para a comida (não as bebidas) que é servida em um buffet e geralmente em lugares bem estruturados. Aproveite e coma, mas com sabedoria, pois gorduras em demasia deixam a digestão muito lenta e lhe dificultará caminhar.


Ollaytambo
Um lugar igualmente incrível. Após o caos da entrada dos micro-ônibus, você chegará a um complexo muito bonito e que vai requerer um bom par de pulmões e boas pernas.

Tome um gole d’água e segure na mão do seu pequeno, vá devagarzinho e suba os muitos degraus, o que você vai encontrar lá em cima vale a pena. Além de uma vista onde você pode vislumbrar as inúmeras terraças, você vai encontrar o Templo do Sol com imensos monolitos, cujas pedras se encaixam com uma precisão incrível e só podem ser encontradas à quilômetros dali. Ollaytambo fica a 60 quilômetros de Cuzco em linha reta, e a 75 pela estrada.

 

Chinchero
Um lugar bom para fazer compras e assistir a uma “aula”  de como se faz uma malha, poncho ou outro adereço de alpaca. Com demonstração de tingimentos também. Como em todo lugar no passeio do Valle Sagrado, em Chinchero você vai ter que subir muitas escadas, o que nem sempre os pequenos gostam, mas se você fizer algumas paradinhas, dá para subir em 2 tempos.

Basicamente é um vilarejo que sobrevive do turismo.

Na época dos incas era um dos acessos diretos para a Machu Picchu. Ao chegar no topo da subida você vai encontrar uma praça bem grande com uma igrejinha e a vista do sítio arqueológico. Como chegamos muito tarde, já era noite e estava muiiiiito frio. Após a subida pudemos ver vagamente o sítio arqueológico. Como o grupo todo optou por ficar mais um tempinho em Ollaytambo, todos sabíamos que chegaríamos ao cair da tarde.

 

Voltamos à Cuzco para o merecido descanso.

Celebração INTY RAYMI
Chegou o grande dia que foi o motivo e decisão do calendário da nossa viagem. Novamente o Fred da Fabulous Peru Tours, fez uma apresentação show de bola, com uma equipe muito atenciosa, nos conduzindo todo o dia e ainda conseguiu ingressos nos melhores lugares para o espetáculo :)

O Dia se divide em duas partes. O espetáculo tem vez em 2 lugares diferentes: nas ruas de Cuzco, mais especificamente nos jardins de Qoricancha, seguindo para a Plaza de Armas e no período da tarde a mesma encenação se dá em Sacsayhuaman, só que de forma reservada e com um custo considerável: entre USD 100 e USD 140 por pessoa. Você pode tentar comprar pelo site deles (tentei inúmeras vezes e liguei 3 vezes para o Perú, mas sem sucesso http://www.emufec.gob.pe/es/inti-raymi/compre-sus-entradas), mas acabei (felizmente) comprando com a Fabulous Tours, o que custou a mesma coisa e com um lugar incrível. Se você estiver sem dinheiro e apesar de ter visto na Plaza de Armas ainda quiser ver em Sacsayhuaman sem pagar, pode subir todo o morro (supercaminhada) e se encarapitar sobre as pedras. Muita gente faz isso e não é proibido, mas muitoooo apertado. Mas se você tiver a oportunidade de comprar as entradas para a apresentação, pode não ficar se espremendo e tentando ver na cidade, pois é muito difícil ver alguma coisa com clareza. É muita gente se acotovelando e você tem q chegar bem cedo e já se colocar à frente das grades de Qoricancha.

De Cuzco rumo à grande estrela da viagem: Machu Picchu
Machu Picchu – cidade de Águas Calientes

Para esta parte do passeio é necessário levar dentro da sua mala uma malinha menor ou mochila apenas para os dias em Machu Picchu, pois para ingressar no trem você pode levar apenas uma mala de até 6kg e também uma bolsa ou mochila menor de costas.

Você pode comprar tudo com a operadora, transporte, passeio com guia, hotel e os ingressos para o parque, ou pode pegar um táxi de Cusco para a cidade. E de lá pegar o trem na estação. Aproveite se possível e viaje pela manhã, pois a vista é maravilhosa e poderá fazer fotos incríveis. Pegue o trem na estação com meia hora de antecedência. Na chegada, normalmente os hotéis vão buscá-lo na estação, mas se não forem não há problema pois tudo é muito pertinho.

Para ir ao parque, reserve um ônibus, comprando os tickets para o horário que deseja ir, pois sem comprar um dia antes não consegue embarcar. Compre ida e volta. Custa 12 dólares por pessoa. A ida apenas é marcada; para volta há uma fila e você pode voltar no horário que quiser. Na parte de fora da entrada há uma lanchonete e restaurante para que possa fazer suas refeições. Dentro do parque não é permitido comer, mas pode levar uma barrinha de cereal que é bem-vinda.

Machu Picchu é uma das maravilhas do mundo e se encontra bem cuidado.

Aproveite e conecte-se com esse local que possui muita história e ensinamentos e não deixe de contratar o guia, pois senão você não irá entender o que significa cada pedaço dessa história. A visita guiada dura duas horas e depois você fica sozinho para que possa aproveitar um pouco mais e tirar fotos.

Na cidade, apenas compras de artesanatos locais e um mariposário.

Você pode ficar apenas um dia, fazendo bate-volta de Cusco para Águas Calientes ou ficar uma noite para descansar e pegar o trem no dia seguinte. Para Machu Picchu, se você não for se aprofundar ou estudar a fundo o complexo, um dia é suficiente.

Onde ficar em Machu Picchu?
Sem dúvida nenhuma o melhor lugar é o Sumaq (www.machupicchuhotels-sumaq.com/portugues) o hotel Nº1 em Machu Picchu, com excelente qualidade tanto na hospedagem com quartos excelentes e uma gastronomia superior. Depois de um dia de caminhada na cidade sagrada, nada melhor do que chegar no Sumaq e ser recepcionado por uma equipe incrível. E se você tiver em uma tarde no hotel, aproveite e agende uma aula personalizada grátis de ceviche com o chef, que vai lhe tornar um expert em ceviche peruano :)

De um ritual à Pacha Mamma a solicitar um ônibus para subir à Machu Picchu, o staff do Sumaq cuida de tudo para você.

 

Amazônia pode inspirar outras regiões a cumprir o Cadastro Ambiental Rural, aponta estudo

Categoria: Ecologia

Pesquisa feita em todo o país mostra que a região amazônica avança em relação ao CAR; parte do sucesso está na mobilização da sociedade. Acesse em: www.inovacar.org.br/biblioteca

Em todo o país, a Amazônia Legal foi a região em que o Cadastro Ambiental Rural (CAR) mais se desenvolveu. E isso se deve basicamente ao esforço de mobilização visto nos estados amazônicos para cadastrar os imóveis rurais. Reunir governos, ONGs e sociedade civil pode ser o segredo para o país atingir a meta do novo Código Florestal. Até maio do ano que vem, cerca de 5 milhões de propriedades e posses rurais em todo o território nacional precisam estar registradas, prevê a lei.

Isolde Altmann Helgert nos deixa aos 94 anos, em São Paulo, missa é hoje!

Categoria: Ecologia

PARA ISOLDE, LINDAMENTE ADORMECIDA PARA SEMPRE                                                                                       Mariza Torelli

Eram três e meia da tarde de sábado, dia 18 de abril de 2015, quando vi o recado da Betina dizendo “A vovó Isolde falaceu às 6 horas da manhã, e o enterro será às quatro horas no Gethsemani Morumbi, em São Paulo. Meu coração baqueou. Uma tristeza tomou conta de mim e, ao mesmo tempo, o desejo de vê-la pela última vez. Coração consternado e olhos marejados.

Easy Taxi e Easy Carros se unem para economizar mais de 10 milhões de litros de água em São Paulo

Categoria: Ecologia

A Easy Taxi está incentivando que todos seus milhares de Easytaxistas usem a lavagem ecológica para lavar seus carros, podendo economizar mais de 10 milhões de litros apenas essa semana.

ABRAJET SP realiza Forum de Turismo em Brotas SP

Categoria: Ecologia Trade

Mariza Torelli
Diretora da Abrajet SP
A encantadora cidade de Brotas receberá jornalistas de turismo e convidados especiais para um estudo em profundidade dos recursos ambientais e turísticos da cidade. Clima ameno, interior do Estado de São Paulo, Brotas está localizada em uma das regiões mais desenvolvidas do país, preserva riquezas naturais, com destaque para a bacia do rio Jacaré Pepira, habitat de inúmeras espécies da fauna e flora, abriga mais de 30 cachoeiras e um dos melhores percursos para a prática do rafting no Brasil.
A economia da cidade, basicamente agrícola transformou-se na década de 1990, descobrindo seu potencial turístico, com foco no ecoturismo e turismo de aventura, sendo pioneira em projetos de turismo sustentável, certificados de segurança no turismo de aventura, novas atividades e equipamentos.
A cidade continua tranquila, com casarões que remetem ao período do café, sem trânsito, sem semáforos, sem prédios, com a infra-estrutura voltada ao turismo de a Brotas uma cara nova. São mais de 30 hotéis, hotéis fazenda, pousadas e resorts, várias operadoras de turismo de aventura e passeios ecológicos, mais de 30 restaurantes, bares, lanchonetes, pizzarias e opções gastronômicas, parques, museus, observatório e planetário, sítios turísticos e lojas de comércio.

ROTEIRO PARA O FORUM DE BROTAS
Presidente ABRAJET SP: Miriam Petrone

Dia 15/8
Saída 15h Ginásio do Ibirapuera
Quem quiser deixar o carro no
18h Chegada em Brotas
Check-in no hotel
19h Jantar de boas vindas no Brotas Bar

Dia 16/8, 8h30 – Distribuição de material do Fórum
Local: Sindicato Patronal  Rural de Brotas
9h Abertura: pelo prefeito Du Barreto
Painel: “A consolidação de Brotas como destino turístico gastronômico”.
9h15 – com a presença do prefeito Du Barreto, Presidente do COMTUR
TEMA:“A renovação e construção de estratégias para atrair novos turistas”.
Painel: “Qual a sinalização usada como chave para expansão e criação de novos produtos para o fomento e crescimento do destino: BROTAS”.
9h45, Maurício Juvenal – Diretor de Turismo
TEMA: “As Estâncias turísticas do Estado de São Paulo”
Painel: “A realidade dos destinos chamados Estâncias Turísticas e os recursos financeiros destinados aos mesmos”.
10h Coffe Break
10h15 – Palestra de Bruno Omori – Presidente da ABIH/SP
TEMA: “As cidades do Interior e a importância no cenário da Copa 2014”
Painel: “O destino interior como atrativo para o turista estrangeiro e o principal ponto de ligação”.
10h45: Daniella Stella – IBON
TEMA:“A importância da gastronomia no turismo”
Painel: Os efeitos positivos na exposição da imagem nas publicações de gastronomia e o título conferido a São Paulo “Capital Mundial da Gastronomia”
11h30 Debates
12h Almoço
Brotas Eco Resort

14h: Marcelo Nicolau – Presidente da Orla do Guarujá
TEMA: “A GASTRONOMIA E O DESTINO”
Painel: “A importância para o turismo da identidade gastronômica de uma cidade”.

14h45: Sérgio Fakai – Professor do SENAR
TEMA: “O fenômeno: Turismo Rural”
Painel: “Os atrativos e produtos existentes no campo como opção para os turistas e uma oportunidade”.
15h15 Debates
15h45 Coffe Break

16h: Cássia Penza – Presidente da TRADETUR
TEMA: “A importância da preservação do meio ambiente para o turismo”
Painel: “Os avanços da destinação de resíduos sólidos e a interface com o turismo”.

17h Saída para a “Queima de Raku”
Anand Atelier é um atelier de cerâmica artística. Fazem peças artesanais de alta temperatura, raku e saggar.

19h Jantar: Brotas Eco Resort
21h: Fundação CEU – Centro de Estudos do Universo

Dia 17/8: 8h30 Passeios
Recanto das Cachoeiras: Tirolesa, Rapel, Arvorismo, Trilha, Banhos de Cachoeira, Mirante e Cavalgada.
11h30 Almoço
Recanto das Cachoeiras

13h Saída para o Rafting – EcoAção
Somente para os jornalistas inscritos (temos 25 vouchers)
Quem quiser poderá ficar fazendo atividades no Recanto das Cachoeiras. O ônibus volta buscar.
19h Ida para Brotas Gourmet
Jantar será durante o evento
22h volta ao hotel

Dia 18/8
8h30 Check-out do hotel
8h45: Casa da Cachaça
9h30 Saída para Nascente Areia que Canta
Hotel Fazenda Areia que Canta
12h Almoço
14h Retorno para São Paulo Chegada prevista ás 18h

Boa viagem e ótimo enriquecimento cultural a todos!

Mergulhe na cultura pré-histórica de Piauí

Categoria: Ecologia

9ª Mostra Piauí Sampa traz para São Paulo uma exposição que reproduz, em linguagem virtual, o ‘Museu do Homem Americano’ com informações sobre a pré-história no Brasil

Mariza Torelli

São Paulo receberá de 5 a 11 de agosto, a 9ª Mostra Piauí Sampa, evento promovido pelo Sebrae-pi que tem como proposta apresentar para a cidade os potenciais econômicos da região. Neste ano, o tema para a Mostra é o ‘Parque Nacional da Serra da Capivara’, unidade de conservação arqueológica que possui maior quantidade de pinturas rupestres do mundo. E ainda retrata a origem do homem e o povoamento das Américas com um acervo de cerca de 40 anos de escavações e pesquisas.

O espaço, elaborado pelo arquiteto Roberto Jatobá, será decorado com cores claras e tons terrosos, que remetem às formações rochosas existente no Parque Nacional. Nos balcões e piso do palco, foram utilizadas inscrições rupestres realizadas na pré-história por diversos grupos étnicos que habitaram a região. E para retratar as ossadas dos animais gigantes daquela época, ao longo da circulação do local haverá imagens que simulam as pegadas dessa mega fauna, como por exemplo, a Preguiça Gigante e o Mastodonte.

A exposição será composta por partes do Museu do Homem Americano, localizado na Serra da Capivara, onde ficam exibidos os resultados das pesquisas feitas na região, como: coleções de material arqueológico, paleontológico, zoológico e, botânico. Uma das atrações do evento será uma projeção animada das pinturas rupestres, dividida por temas, que mostrará o cotidiano do homem pré-histórico.

Já no espaço interativo, os visitantes poderão escolher alguns sítios arqueológicos que não são acessíveis ao público para explorar as pinturas com um mouse 3D, e também, com pincel em movimento, escavar em uma tela que revelará as imagens dos trabalhos arqueológicos. Pontos turísticos da Serra da Capivara também serão exibidos por toda exposição, que foi concebida por Sergio Santos, que é formado em Museologia, têm experiência de mais de 13 anos em produção de exposição e já atuou em grandes mostras nacionais e internacionais, como a exposição ‘Mais de 1000 Brinquedos’, no Sesc Pompeia, ‘Cai Guo Quiang’, no Centro Cultural do Banco do Brasil e ‘Água na Oca’, no Parque Ibirapuera.

Durante a 9ª Mostra Piauí Sampa, dentre outros atrativos, acontecerá um desfile de roupas produzidas pelos empreendedores da região, sob a orientação do estilista Walter Rodrigues, e da coleção de joias de Opala, elaboradas com coordenação Baixa_Pi.jpgartística da designer Regina Machado. O espaço gastronômico estará sob o comando do Chef Reginaldo Areia Leão, que apresentará pratos típicos do Piauí que poderão ser degustados durante o evento.

Os visitantes também podem conhecer a originalidade do artesanato de agaves, a delicada renda de bilro, a cerâmica de inspiração rupestre, a arte santeira, a inédita e nutritiva carne de caju, as danças típicas, músicas tradicionais, além dos encontros de negócios entre os empreendedores piauienses com grandes redes varejistas de São Paulo.

A Mostra Piauí Sampa (www.piauisampa.com.br) consiste numa ação desenvolvida pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Piauí, em parceria com o Governo do Estado do Piauí, Prefeitura Municipal de Teresina, Federação das Indústrias do Estado do Piaui – Fiepi, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Piauí, Fecomércio, e Federação da Agricultura do Estado do Piaui – Faepi.

Serviço

9ª Mostra Piauí Sampa

5 a 11 de agosto de 2013

Entrada gratuita – aberto ao público no horário do shopping.

Shopping Eldorado – Átrio Pinheiros (Térreo) e Praça de Eventos (1º Piso)

Av. Rebouças, 3970 – São Paulo – SP

Facebook: http://www.facebook.com/piauisampa2013

Twitter: twitter.com/piauisampa2013

Dia Mundial do Meio Ambiente e a importância da eficiência energética

Categoria: Ecologia

Mariza Torelli
A Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (ABESCO) analisa que a cada dia os temas “eficiência energética” e “uso sustentável de recursos naturais” têm se tornando mais importantes. Em tese, oportunidade de eficiência no uso de energia e de água, em quaisquer situações, significa que há algum tipo de desperdício ou, ainda, uma maneira de otimizar sua utilização, e isso impacta também toda a sociedade. No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 05 de junho, a ABESCO ressalta os benefícios da economia de energia e água para o meio ambiente e sustentabilidade.
No Brasil, o potencial de economia de energia é de aproximadamente 6% para as indústrias, 11% para o comércio e 15% nas residências. Em termos de eletricidade, representa, na média, 10% do consumo de energia elétrica nacional, que significa 430 mil GWh (Giga Watt hora), com economia estimada em R$ 10 bilhões. Coincidentemente, esses 15% também correspondem à energia gerada pelas usinas térmicas, que compõem nossa matriz energética, em uso atualmente, e que são extremamente poluentes.
“Trocar lâmpadas ajuda, mas, fundamentalmente, é importante identificar o funcionamento e uso de outras formas que possam ser mais econômicas. Por exemplo: como a roupa é lavada e seca, como a louça é lavada, quantas horas por dia o aquecedor funciona, se existe ou não uma ajuda solar”, afirma José Starosta, presidente da ABESCO. Segundo Starosta, a própria rotina de uso ajuda a reduzir a energia e a garantir a manutenção dos equipamentos. “Geladeiras com borrachas não adequadas e sistemas elétricos e térmicos das indústrias que não estejam atualizados são grandes vilões em termos de eficiência energética. É preciso ficar atento e periodicamente fazer uma revisão dos componentes”, explica.
Para o presidente da ABESCO, a discussão deve ser ampliada para outras fontes de energia que, da mesma forma que a elétrica, são também desperdiçadas. “No consumo de combustíveis ocasionado nos congestionamentos há grande quantidade de energia desperdiçada, sem que haja qualquer produção efetiva de trabalho. A falta de automação na maior parte das redes semafóricas contrasta com a capacidade que as prefeituras têm de auferir multas aos motoristas infratores.”
Sistemas obsoletos de água, térmicos e elétricos em indústrias e edifícios, cujos equipamentos funcionam com perdas e baixos rendimentos, comprometem também a qualidade do trabalho, dos produtos e do ambiente, como, por exemplo, a geração desnecessária de ruído, calor em escritórios e desgaste das instalações.
Por isso é tão importante investir nesta área. “Trata-se de um grande mercado de amplas oportunidades onde ainda há muito por fazer, seja com ações de comportamento ou de avanço tecnológico que possam ser aproveitadas”, conclui Starosta.

Powered by WordPress | Designed by: seo service | Thanks to seo company, web designers and internet marketing company